04/08/2006

[ mãos de cavalo ]

Resolvi adotar o novo livro do Daniel Galera, Mãos de Cavalo, com meus alunos do 1º ano do Santa Inês. E fiz isso por vários motivos.

Em primeiro lugar, o livro é ótimo. Não quero ficar fazendo propaganda demais, porque depois o pessoal pode se decepcionar, mas ele está sendo super festejado pela crítica. O Galera, que também tem um blog (ranchocarne), conseguiu criar uma história sensível e bem bolada. Os personagens são palpáveis, a trama é realista e as descrições e os detalhes não são desnecessários.

Em segundo, apesar de ser paulista, o Galera viveu a maior parte de sua vida aqui em Porto Alegre. O cenário do livro é Porto Alegre e os personagens conjugam a segunda pessoa com o verbo na terceira. Essa conjugação verbal, que tem sido vista por parte da crítica como um ponto negativo, está de total acordo com as idéias do meu professor Paulo Guedes. Tenho a impressão, inclusive, de que o Galera também foi seu aluno ou, pelo menos, teve contato com seus textos através do professor Paulo Seben. Não estou levantando a bandeira do separatismo nem dizendo que é bom ser gaúcho. Na realidade, o Galera até avacalha com algumas paisagens porto-alegrenses. O que ele demonstra, dessa forma, é que fica artificial retratar uma história sem apresentar os hábitos e a realidade do espaço.

Por último, o 1º ano do Santa Inês tem um projeto que se chama “Cidadão Responsável”. O objetivo do projeto é fazer com que os alunos percebam as responsabilidades que eles devem começar a encarar a partir de agora. Afinal, é balela esse papo de que o professor prepara seus alunos pro futuro ou pra vida, pois eles já estão vivos e vivendo. E a história que o Galera construiu, alternando momentos do protagonista entre os seus 10, 15 e 30 anos, faz com que cada um reflita sobre a sua própria posição nessas idades e sobre os objetivos que gostaria de alcançar em cada década de existência.

O livro deve ser lido por qualquer um, porque é de uma excelência literária pouco comum na literatura brasileira contemporânea. Como alguns estão dizendo por aí, o Galera deixou de ser uma simples promessa. Quem quiser conferir seu primeiro livro, Dentes Guardados, pode clicar no link aí para baixá-lo gratuitamente. Depois eu conto como foi a reação dos alunos…

2 comentários em “[ mãos de cavalo ]”

  1. Paulo Seben escreveu:

    Sim, foi nas minhas aulas de Comunicação em Língua Portuguesa I (nas quais nasceu o Cardoso Online, diga-se) que o Galera leu o Manual de Redação do Paulo Guedes, a Bíblia da produção textual.
    Ele também foi aluno de uma discípula minha e do Paulo Guedes, a maravilhosa Ester Mambrini, para cuja aula ele escreveu o memorável conto Triângulo (proposta do Manual: texto sobre um triângulo amoroso).


  2. ::unhas::roídas | Marcelo Frizon » Blog Archive » Entrevista desafiadora escreveu:

    [...] estante virtual imageNETion insanus.org não observatório da imprensa wilco « Muitas capitus… [...]


Deixe um comentário

Comentário: